Indique este site        
 

BOLETIM

Saiba as novidades do site por e-mail e acesse arquivos exclusivos.

E-mail:

 

COMUNICAÇÃO

Sorrindo ao cumprimentar

Naturalmente

Você já passou por alguém e foi cumprimentado com um alegre sorriso de rosto inteiro? É um prazer, não? Talvez você queira fazer o mesmo, mas sem correr o risco de parecer que está forçando. Isto pode ser fácil, usando-se uma estratégia de pensamento adequada. O segredo (ou pelo menos um deles) é o que você pensa logo que identifica a pessoa como conhecida. Sugestões para esse momento:

1) Lembre-se de experiências agradáveis que vivenciou com a pessoa. Já saíram juntas? Contaram piadas? Descobriram coisas em comum?

2) Pense em como a pessoa lhe tratou e cumprimentou em outras ocasiões. Algumas pessoas parecem sair por aí dispostas a tirar um sorriso de qualquer um que passe perto.

Se você tiver esse tipo de lembranças prazerosas, pode ter certeza, você sorrirá com todo o rosto, e não só com os dentes.

Pode-se questionar: não dá tempo de fazer isto. Procede. O ideal mesmo é fazer com a agilidade característica das coisas que fazemos bem, como falar. A solução para isto é o ensaio mental. Pratique algumas vezes na imaginação, com várias pessoas em situações variadas, criando experiências internas que vão lhe servir de referência na prática (faça uma vez agora para testar a estratégia!).

E se você não teve experiências prazerosas com uma pessoa específica, sugiro que você sorria para ela apenas se seu objetivo for fazer expressões carrancudas se abrirem!

Virgílio Vasconcelos Vilela

Veja também:

Nesta seção: Sorrindo a 3x4

Indique esta página para um amigo

 

 

 

Copyright 2002- Virgílio Vasconcelos Vilela

Permitida a reprodução desde que citados o autor e a fonte (obséquio dar conhecimento)