Indique este site        
 

BOLETIM

Saiba as novidades do site por e-mail e acesse arquivos exclusivos.

E-mail:

 

CRIATIVIDADE

Perfil: Lowell Noble

O princípio muito útil de um inventor

Trechos de entrevista concedida a Robert Dilts:

Dilts: Você é um inventor de sucesso, com várias patentes no campo da eletrônica. Quando você pensa sobre ser criativo, pensa como sendo um estado específico no qual você entra? Você acha que acontece de vez em quando por um breve tempo, ou é algo no qual você trabalha?

Lowell: Em geral é um processo que ocorre quando eu já tentei organizar e pensar sobre algo o máximo possível. Em geral é dirigido a resolver um problema específico ou alcançar uma meta específica. Acho que pode ser um processo lento. Meu melhor pensamento criativo acontece com freqüência entre 7 e 9 horas, quando estou deitado de costas na cama. Mas em geral faço muita preparação e ponho previamente muita informação na minha mente, que deixo digerir durante a noite, e a maioria das minhas idéias surgem de manhã. Acordo e estou bem organizado.

Dilts: Há momentos em que você quer ser criativo, mas descobre que está difícil?

Lowell: Certamente que sim, mas tento não pensar nisso.

Dilts: Então você se concentra nos seus sucessos ao invés de suas falhas, o que parece ser uma boa estratégia. Mas eu gostaria de descobrir como, especificamente, você lida com as falhas e com estar bloqueado quando tenta ser criativo. Houve algum momento, digamos, em que você queria fazer algo, achou que tinha toda a informações, deitou-se na cama e não funcionou?

Lowell: Bem, eu não penso nesse tipo de coisas como falhas, o que eu tento fazer é categorizá-las como soluções para problemas que ainda não surgiram. Ocorre várias vezes de você tentar algo que funciona muito bem para algumas coisas, mas que não vai resolver os seus problemas. Neste caso você tem que registrar. Talvez seja uma solução para um problema que virá depois.

Dilts: Então quando algo não funciona, você pensa nisto como uma solução para algum outro problema que não o que está trabalhando. Isto é formidável.

Robert B. Dilts

No livro Tools for Dreamers

Tradução: Virgílio Vasconcelos Vilela.

Indique esta página para um amigo

 

 

 

Copyright 2002- Virgílio Vasconcelos Vilela

Permitida a reprodução desde que citados o autor e a fonte (obséquio dar conhecimento)