Indique este site        
 

BOLETIM

Saiba as novidades do site por e-mail e acesse arquivos exclusivos.

E-mail:

 

SUAS CAPACIDADES

Metáforas e analogias

Uma capacidade vital para aprendermos

Você em algum momento já se sentiu "de saco cheio"? Alguém já "pegou no seu pé? Ou será que você já "colheu frutos" do seu trabalho? 

Você também já ouviu o ditado "Água mole em pedra dura tanto bate até que fura". Talvez em algum momento de dificuldade tenha se inspirado nessa frase para persistir.

E também com certeza já deve ouvido a história do Patinho Feio, que era "feio" e depois descobriu que em outro contexto era "belo". 

Temos com a nossa mente a capacidade de estabelecer paralelos entre as nossas representações internas e dali extrair inspiração para opções de ação. Para isto servem as metáforas, as analogias, as parábolas: para nos despertar para novas possibilidades, na medida da semelhança que percebemos, das ligações que fazemos entre o contexto da metáfora ou da parábola e a situação real.

Para você não achar que estou exagerando nessa sua capacidade de lidar com metáforas, confira estas: "Tive um choque", "Essa não colou!", "Jantei a prova", "Livre como um passarinho", "Mata a cobra e mostra o pau". 

Quer mais? Mesmo "aprender com a experiência" tem componentes metafóricos, já que dificilmente uma situação se repete da mesma maneira, tornando necessário transpor os elementos semelhantes do contexto passado da experiência (própria ou de outro) para o contexto em questão. Ou seja, nós realmente temos muita prática com esse processo!

Há milhares de anos esse tipo de construção tem sido usado para ensinar, em particular a tradição Sufi, cujo personagem Nasrudin certamete já inspirou milhões de pessoas. Modernamente, a Programação Neuro-lingüística (PNL), uma dos modelos de inteligência aplicados neste site, incorporou essas histórias com o nome de metáforas terapêuticas. Têm sido elaboradas histórias apropriadas para cada pessoa/situação, com muitos casos de sucesso. Um exemplo é a história do Galo Angustiado, que segundo seu autor me informou, resolveu um caso de síndrome de pânico. Contar histórias pode ensinar e curar.

Na linha de buscar inspirações, este site contém muitos casos de soluções de problemas, citações e uma seção com várias parábolas, as preferidas do editor. 

Virgílio Vasconcelos Vilela

Sugestões relacionadas:

Objetivos & Decisão - Como decidi terminar a disciplina

Inteligência Emocional - Um fim a treze anos de pesadelos

Parábolas - O caldeireiro

Indique esta página para um amigo

 

 

 

Copyright 2002- Virgílio Vasconcelos Vilela

Permitida a reprodução desde que citados o autor e a fonte (obséquio dar conhecimento)